Friday, 28 June 2019 08:33

Cerca de 20 celulares são apreendidos por dia nos presídios de Minas Gerais

Written by

Cerca de 20 celulares são apreendidos, em média, a cada dia nos presídios de Minas Gerais, segundo a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap). De janeiro a abril, quase 2,5 mil aparelhos foram retirados das unidades mineiras.

Cerca de 72 mil presos estão nos 197 presídios do estado, de acordo com a Seap. As unidades têm cerca elétrica, câmeras de segurança e muro alto. Mas essas medidas não são suficientes para impedir o contato dos detentos com quem está do lado de fora.

Segundo a secretaria, a maioria dos mais de 20 celulares apreendidos por dia é encontrada durante a revista dos visitantes. Elas são feitas por agentes, por escâner corporal e ainda por detectores de metal.

Mas o celular também entra de outras formas nos presídios. Em Divinópolis, no Centro-Oeste de Minas, por exemplo, um agente penitenciário foi preso suspeito de facilitar a entrada de drogas e celulares no Presídio Floramar. Já no Presídio Regional de Montes Claros, no Norte do estado, um drone levou uma sacola com três celulares para os presos.

 
Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Grande BH — Foto: Reprodução/TV GloboPenitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Grande BH — Foto: Reprodução/TV Globo

Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Grande BH — Foto: Reprodução/TV Globo

No Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Juiz de Fora, na Zona da Mata, uma operação pente fino conseguiu apreender 14 telefones celulares e várias porções de drogas em 27 celas.

Em Contagem, na Região Metropolitana, agentes penitenciários conseguiram impedir a entrada de quatro celulares na Penitenciária Nelson Hungria. Os telefones estavam em marmitas que seriam servidas aos presos. Segundo o Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária de Minas Gerais (Sindasp), a tentativa foi feita pela empresa terceirizada que entrega a comida.

Um dia antes dessa apreensão, a Polícia Civil prendeu, em flagrante, suspeitos de sequestrar fazendeiros em Minas Gerais. A ação da quadrilha foi comandada por um detento da Nelson Hungria. Breno Henrique Gonçalves de Barcelos, de 27 anos, cumpre pena por roubo na penitenciária e, com a ajuda de telefones celulares, orquestrou o golpe que anunciava a venda de gado.

De acordo com a secretaria, há bloqueadores em cinco presídios do estado e eles são atualizados conforme disponibilidade financeira do estado. A secretaria também afirma que foi realizado um processo seletivo para o preenchimento do cadastro de reserva de 4 mil vagas de agentes. Até agora, foram chamados 322 candidatos que estão passando por exames médicos.

Um projeto de lei está em tramitação na Câmara dos Deputados prevê o bloqueio do sinal de celular em todos os presídios do país.

Read 86 times
Login to post comments

ACESSOS RÁPIDOS

                  

AMAF MG

AMAF MG
Associação Movimento Agentes Fortes de Minas Gerais

Presidente: Julio Costa

ÚLTIMOS POSTS

NEWSLETTER